sábado, novembro 03, 2007

espelho

minimas. talvez a vida se refaça. e de um dia pro outro [como se uma ponte restaurasse tudo] daí eu possa acordar com sorrisos no rosto, com o corpo leve e calmo, sem contrações e medos. somente com tanta força que me empurre e me faça correr pro mais longe... pra um lugar e mundo novos. eu espero. e quanto. e com que calma. que chega a ser absurdo aceitar essa minha lentidão em tornar as coisas possíveis e certas. será que em alguma parte de mim resta uma pessoa calma, feliz, paciente e certa. daquelas que entendem os erros dos outros, que aceitam esperar, que se apaixonam, reconhecem isso. e se entregam ou lutam por qualquer dessas coisas. talvez haja alguma coisa mais forte pela próxima rua dessa vida estagnada. talvez alguma emoção, alguém que saiba olhar e reconhecer qualquer coisa de bom. não adianta o espelho não mostra isso.

2 comentários:

eu não vou fazer sermões para você disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
eu não vou fazer sermões para você disse...

o espelho não mostra, ele não é exato em sua resposta,
mas sem querer ele reflete imediatamente o tudo que sentimos.
e vem e "pá" e "pou", "papoca" na mesma hora. somos espelhos, amiga. o que conseguimos, o que pensamos é fruto do que está láaaa dentro, guardadinho que no decorrer dos anos vai desabrochando, a luz vai batento e refletindo.
por isso, eviemos luz, pra obtermos luz.




------e por favor, acredite no amor e com fervor.
ou será mentira quando dizes que me ama? hien? hihihi.

oww amiga linda, "ALL WE NEED IS LOVE", "LOVE IS ALL WE NEED". =)