domingo, outubro 05, 2008

arte

a efemeridade da cena. é o que grita. o que provoca. a arte acontece. é presenciada. é uma geradora de força. é o que nutre conversas, discussões, pensamentos... por mais absurdos que sejam. é emotiva, intuitiva e extremamente real. ela verdadeiramente acontece. com uma força que nem o autor necessariamente percebe que tem. é uma obra do mundo. livre. aberta. que pensem e entendam diferente. o importante é deixá-la entrar.
sentir a arte é deixar-se viver a flor da pele. se encher de adrenalina e não sentir a dor da queda. quando há.

3 comentários:

Hannah disse...

adoro passar por aqui e me deparar com tanta coisa linda que tu escreve!
;D

eu não vou fazer sermões para você disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
eu não vou fazer sermões para você disse...

mais "arte" e sempre.


=*