sábado, outubro 11, 2008

beleza

a beleza é dona de si mesma. as vezes dilui a observação ao mais simples fascínio. talvez seja o que de forma mais forte se guia por extremos. em ambos os lados. é de certa forma um poder às avessas. deve ser isso mesmo. o dom inconstante de uma imagem estática. claro.
num sentido mais efêmero. mais explicito. de imagens prontas e perfeitas.

Um comentário:

Dani disse...

Oi Pri...lindo seu blog...venha sempre me visitar, adoro conversar com pessoas q admiram Clarice...de uma certa forma, sao pessoas parecidas comigo :)

Bjuss

danni