quarta-feira, julho 25, 2007

interior

vivendo às duas da manhã! arrumando a mochila. indo. pelo menos dessa vez sem avisar. só chegar na cidade no alto da serra grande, esperando pelo frio. levando livros e uma história para ser escrita. o ônibus sai às oito horas da manhã. e ainda aqui. sem querer dormir agora. sem querer dormir mais tarde. quero ver as cidades passando pela janela. com todas aquelas casas coloridas, com familias reunidas nas calçadas, cadeiras de balanço, de couro. com admiração e brilho no olhar. poderia descer em cada uma das cidades, andar pelas ruas, ouvir as conversas. pelas feiras. bodegas. botequins. de volta ao início. percebendo que, apesar do tempo, algumas coisas não mudam. ainda caminham pelas calçadas com aqueles chapéus típicos. cumprimentando. as vezes se conhecem, mesmo somente de vista. "bom dia", "boa tarde", "boa noite" são distribuídos pelas ruas. e tenho medo de responder. porque o hábito nos pune em certas horas. cansa andar por aqui. esbarrar nas pessoas pra sentir o toque, pra sentir vida. fechar vidros e portas. viver sempre o medo mais intensamente. todo o medo. medo de que alguém me olhe mais de perto e veja todos os pecados. quando volto de lá? espero trazer de volta a vontade de ser vista, de ser ouvida, de que gritem meu nome de alguma porta enquanto ando pela cidade, quero que sintam o mundo, as ruas, as pessoas. quero existam mais pessoas assim. quero que a cidade ganhe uma familia e traga de volta a pureza, a simplicidade de uma pequena cidade no alto da serra grande.

3 comentários:

Mrs. Noone Special disse...

bem legal, a pouco tempo tava falando com uma amiga sobre isso, em como as pessoas podem ser "distantes" em cidades grandes. mas como tudo na vida, a cidade grande tem suas vantagem e desvantagens, o q muda é o peso q damos a cada coisa. nada nos impede de "fugir" uma vez ou outra quando der.

Bjinhus =*

sofia disse...

vou chutar ibiapaba! ou guaramiranga! as duas estão com festivais que eu sei que são a tua cara! um de música e outro de teatro!

saudade.

:*

H.Diniz disse...

Deu vontade de ir pro interior,ó.
sentar na calçada até tarde,observar de perto as pessoas,desacelerar.

eu queria ter ído pro 'FUI',mas já era.
[entendeu o trocadilho? han han?]

bjão