sábado, agosto 09, 2008

tentativas

de quantas tentativas será que eu ainda preciso? um desejo resiste ao tempo e à distância? espero que não. porque eu espero que várias pessoas apareçam e passem. como eu devo passar. somos detalhes, fragmentos que permeiam várias vidas. de tantos estranhos e conhecidos que se tornam estranhos. as vezes doí parar pra pensar nisso. em como as vezes somos e tornamos as pessoas e os relacionamentos (sejam de que tipo for) artificiais. quero conseguir manter meu olhar de surpresa, de encantamento. certa dose de ingenuidade pode sempre fazer bem.

Um comentário:

eu não vou fazer sermões para você disse...

tirar de nós vai ser difícil, lá parece ser tudo mais mágico.
mas aqui é a base, de tudo.